Empréstimo BNDES para MEI – Saiba Como Solicitar!

Uma dúvida comum de pessoas que abrem uma empresa é como MEI consegue empréstimo no BNDES. Essa é uma solução que pode ajudar a alavancar qualquer negócio, o investimento perfeito que vai além do convencional.


Continua após a publicidade 01


Os microempresários podem contar com essa alternativa para dispensar do empréstimo convencional via bancos e financeiras, considerado burocrático e com altas taxas de juros.

Se você busca saber como conseguir um empréstimo no BNDES para a sua pequena empresa, confira o post completo com tudo sobre o assunto.


Continua após a publicidade 02

Como funciona o microcrédito?

O Banco Nacional do Desenvolvimento oferece um programa de microcrédito para pessoas físicas e jurídicas empreendedoras de atividades produtivas de pequeno porte, ou seja, aquelas que obtenham receita bruta igual ou inferior a R$ 360 mil em cada ano-calendário.

Esse empréstimo deve ser destinado sempre para o financiamento de capital de giro ou para investimentos produtivos fixos, como por exemplo, em obras civis, aquisição de máquinas e equipamentos novos ou usados, e compra de insumos e materiais.


Continua após a publicidade 03

Sendo assim, os microempresários devem usar o crédito apenas para melhorias em sua própria organização e atividades relativas, independente do nicho.

Como solicitar empréstimo no BNDES?

Existem duas formas de solicitar empréstimo no BNDES sendo MEI.

A primeira é acessar o site oficial do programa, diretamente pelo Canal do Desenvolvedor MPME, que fará a análise por meio de CPF ou CNPJ.

Além disso, você pode consultar um agente operador do BNDES Microcrédito, presente em todas as regiões do país, bem como procurar as instituições financeiras que oferecem redes próprias de agentes operadores de microcrédito.

Em ambos os casos, o processo é igual. Tanto a liberação do empréstimo quanto as taxas de juros serão avaliadas e delimitadas pelo agente operador, de acordo com limites pré-estabelecidos.

Do mesmo modo, o microempreendedor deve estar de acordo com as regras, adequado às condições de empréstimo do BNDES para as pequenas organizações.

Acesse a lista de agentes operadores neste link.

Acesse a lista de instituições financeiras repassadoras neste link.

Taxas de juros

Não existem taxas de juros fixas, tudo será negociado entre o agente operador e o cliente. A regra geral, porém, é que não podem passar de 4% ao mês, considerando-se já todos os encargos.

Taxa de Abertura de Crédito (TAC)

A taxa administrativa também será cobrada, assim como acontece em qualquer modalidade de empréstimo pessoal ou comercial. Pode ser solicitada diretamente pelo agente operador no ato da abertura de crédito, não excedendo 3% sobre o valor financiado.

No caso, a cobrança aplicada é de 3% sobre o valor do empréstimo + IOF.

Valor financiado pelo BNDES

O Banco Nacional do Desenvolvimento tem participação em até 100% do valor financiado.

Qual é o prazo de pagamento?

Não há um limite fixo, os termos e o prazo de pagamento do empréstimo serão acordados diretamente entre o solicitante e o agente operador, de acordo com as políticas e condições vigentes.

Garantias

As garantias serão negociadas entre as duas partes. Não serão exigidas garantias reais, já que a maioria das transações tem como garantia o aval solidário.

O acesso ao agente e as instituições credenciadas podem ser consultadas no site oficial do BNDES que divulgamos anteriormente.

Dicas

Vale saber que o credor fará uma análise completa, sobretudo para saber como será utilizado o dinheiro do empréstimo, bem como a capacidade do microempreendedor em pagar a dívida.

Sendo assim, é essencial ter um plano de negócio consistente e uma boa projeção de recursos – com fluxo de caixa ativo – para comprovar que há possibilidade real de arcar com essa despesa.

Quanto mais o agente estiver convencido e confiante em seus negócios, mais rápido irá realizar a liberação de seu empréstimo via BNDES.

Assim, a aprovação acontece de modo prático e você terá fácil acesso ao dinheiro para utilizar em seus objetivos.

Além disso, vale salientar que o BNDES apresenta outras instituições devidamente habilitadas pelo Ministério do Trabalho que também operam com microcrédito. A lista pode ser acessada neste link.

Fique atento!

O BNDES não credencia nem indica consultores (pessoas físicas ou jurídicas) como intermediários para facilitar, agilizar ou aprovar operações de crédito. Evite cair em golpes.

Consultores eventualmente contratados não possuem qualquer influência na aprovação de financiamentos do BNDES.

Além disso, o órgão alerta que o BANESC – Banco de negócios, Serviços e Consultoria Ltda. não é agente financeiro autorizado a  intermediar financiamentos com recursos do BNDES.

E aí, já está mais seguro em fazer empréstimo via BNDES para a sua empresa? Deixe seus comentários sobre o post e compartilhe. Até mais.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.